Portal G8
Jornalismo com ética e credibilidade

Funcionários da Cruz Vermelha denunciam OS no Ministério Público e cobram salários atrasados e rescisão

O Calvário da Cruz Vermelha parece não ter fim. Além dos processos na justiça comum por desvio de recursos públicos na Paraíba, a Organização Social vai entrante o calvário também na justiça do trabalho.

É que funcionários da OS que foram demitidos com o fim do contrato com o Governo do Estado formularam denúncia ao Ministério Público do Trabalho alegando que já cumpriram aviso prévio e as carteiras de trabalho continuam retiradas.

Além disso, denunciam salários atrasados e nenhuma perspectiva para pagamento da verba rescisória. Segundo a denuncia formulada ao MP, cerca de mil funcionários encontram-se nestas condições.