Portal G8
Jornalismo com ética e credibilidade

Homem arromba janela, amordaça e estupra mulher de primo em Alagoinha

A polícia prendeu ontem (20), o jovem Eduardo Isidro da Silva, de 20 anos, acusado de arrombar uma residência e estuprar uma mulher que estava com um filho de 7 anos em casa. O crime aconteceu na noite de segunda para terça-feira na cidade de Alagoinha.

De acordo com informações da polícia, Eduardo relatou que estava numa bebedeira e resolveu ir até a casa da vítima, que é esposa de seu primo, que está fora da cidade, trabalhando no Estado de Goiás, já que é caminhoneiro. O homem arrombou a janela da casa, foi até o quarto da vítima e com uma faca peixeira estuprou a esposa do primo.

Em entrevista ao repórter Zé Roberto, da Rádio Constelação FM, a senhora revelou que seu filho estava dormindo noutro quarto e que Eduardo mandava ela ficar calada e que se gritasse mataria ela e o filho. A ação criminosa teria demorado aproximadamente uma hora. O marginal estuprou a vítima duas vezes e ela suportou com medo de morrer e principalmente por causa do filho.

“Ouvi uma pancada na porta e me acordei. Um homem entrou com uma faca na mão, desligou a chave da energia, pediu dinheiro, eu disse que não tinha e então ele falou que iria me abusar e se eu não cedesse ele matava meu filho. Quando ele acendeu o celular eu vi que era Eduardo. Ele é primo do meu marido”, disse.

Ainda na entrevista, a mulher contou que foi amordaçada e que era constantemente ameaçada de morte e que o marginal disse ainda que mataria o filho e a mãe da vítima.

“Ele pegou um vestido, amarrou minha boca e ficava me ameaçando enquanto abusava de mim. Ele ameaçou a mim, meu filho e minha de morte, se eu denunciasse à polícia. Ele chegou a ir duas vezes no quarto onde meu menino estava”, relatou a mulher.

Depois de praticar o estupro o homem fugiu levando pertences da vítima, inclusive o aparelho de telefone celular.

Aos prantos, algum tempo depois, a mulher acordou o filho e acionou familiares, sendo orientada a procurar a polícia na manhã de ontem.

Preso, Eduardo confirmou em entrevista que praticou sim o crime de estupro e sabia que ela estava sozinha com o filho em casa. É o segundo crime contra mulher que o marginal pratica, já tendo sido preso antes por ter espancado uma jovem com quem mantinha uma relação.

 

Com Portal 25 Horas