Portal G8
Jornalismo com ética e credibilidade

Legislativos municipais vão adotar estratégias para o pleito de 2020

As eleições deste ano devem alterar o funcionamento das Câmaras Municipais das duas principais cidades da Paraíba, João Pessoa e Campina Grande. Com a maioria dos vereadores de olho na reeleição de 4 de outubro, o vereador João Corujinha (DC) e a vereadora Ivonete Ludgério (PSD), presidentes das duas Casas, respectivamente, já estão preocupados em definir estratégias para não prejudicar as atividades legislativas, tanto no chamado período que antecede o processo eleitoral, quanto no período eleitoral.

O vereador João Corujinha já solicitou ao setor jurídico da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) para elaborar uma cartilha para esse período eleitoral, que vai conter orientações de como os vereadores os servidores da Casa devem se comportar nesse período.

“O nosso jurídico já está elaborando a cartilha, contendo orientações, regras eleitorais e como todos devem se comportar nesse período, para evitar práticas de condutas vedadas, e para não atrapalhar as atividades do Legislativo Municipal”, comentou.

Corujinha disse ainda, que além do lançamento da cartilha, antes do período eleitoral, vai se reunir com a Mesa Diretora da Casa, amanhã, para definir um calendário de atividades e os horários das sessões. “Vamos fazer de tudo para que o período destinado a campanha eleitoral atrapalhe nossas atividades. Pretendemos ter os dias de votações, pré-estabelecido, e os dias para as sessões de um modo geral, para não atrasar os trabalhos da Casa”, ressaltou.

O presidente da CMJP acredita que não será uma tarefa fácil manter a Casa funcionando normalmente, porque em todo período eleitoral, os vereadores que vão disputar a reeleição precisam destinar tempo para visitar as bases e para fazer campanha.

“Vamos pedir a compreensão de todos, para que seja cumprido esse calendário que vamos definir, para que não ocorra sessões declaratórias por falta de quórum, principalmente neste último ano da atual Legislatura, que temos muito trabalho a fazer e espero contar com a colaboração de todos”, revelou o presidente.

Empenho dos vereadores
Assim, na reunião que fará amanhã com a Mesa Diretora, pretende estipular esse calendário e pedir o empenho de todos para não acumular matérias para votação. “Nossa meta é manter a Casa em pleno funcionamento. Porque nossa preocupação será exatamente essa, manter o calendário de sessões, das reuniões das comissões e demais eventos”.

Nas eleições passadas, por decisão da Mesa Diretora, em comum acordo com os vereadores, houve a alteração do expediente, e é isso que o atual presidente pretende fazer. Às sessões, por exemplo, passaram a ser realizadas apenas duas vezes por semana: Nas terça e quartas-feiras. E quarta-feira ficou reservada para votar projeto em Plenário. Nas segundas-feiras, continuam acontecendo as reuniões das Comissões. Nos demais dias da semana, não sendo em horário de sessão, haviam as audiências e sessões solenes.

Campina Grande
A presidente da Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG), Ivonete Ludgério, pretende manter o calendário normal de atividades na Casa, com a realização de sessões sempre nas terças-feiras, quartas-feiras e quintas-feiras pela manhã. Além disso, espera a colaboração dos vereadores para evitar que o plenário da Casa de Felix Araújo, seja utilizado como palanque eleitoral.

“Eu já me reuni com vereadores da situação e da oposição, pedindo que cada um exerça seu direito como parlamentar sem levar para Câmara as políticas partidárias. Não posso admitir palco eleitoral com discussões que devem ser extra-plenário”, revelou.

A vereadora acredita que o processo eleitoral não vai atrapalhar as atividades parlamentares, até porque, como a maioria vai disputar à reeleição terá que está presente na Casa trabalhando em prol da população. “Acredito que não teremos problemas com a ausência dos colegas. Todos sabem da necessidade de cumprir a missão para qual foi designado pela população, participando ativamente das atividades legislativas”, argumentou.

Fake news
Ivonete ressaltou que sua maior preocupação em relação as eleições deste ano é com a proliferação das fake news, que segunda ela pode atrapalhar não só no processo eleitoral, mas até mesmo nos trabalhos legislativos.

“Minha maior preocupação nessas eleições são as malditas fake news e eu espero que até o início da campanha a Justiça Eleitoral e Comum tomem providências para coibir essa prática que precisa ser punida com rigor”, declarou a presidente da Câmara ao destacar as preocupações para esse ano eleitoral.

Loading...