Portal G8
Jornalismo com ética e credibilidade

Paraíba confirma terceiro caso de coronavírus

São Paulo SP 28 02 2020 -O Brasil tem 132 suspeitos e paciente em São Paulo confirmado, afirma o Ministério da Saúde. O virus ja se alastra em todos os continentes.foto OMS

O terceiro caso de Covid-19 na Paraíba, doença causada pelo novo coronavírus, foi confirmado na manhã desta terça-feira (24) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Trata-se de uma mulher, de 31 anos, residente em João Pessoa com histórico de viagem para São Paulo, retornando a João Pessoa no dia 14 de março.

Ao apresentar os sintomas, ela entrou em contato com a SES pelo Plantão de Dúvidas (telefone 99146-9790), sendo realizada a coleta. “A paciente segue em isolamento domiciliar, sendo monitorada pela vigilância municipal [da Capital]”, informou a Pasta.

A Paraíba possui outros dois casos confirmados de Covid-19. O primeiro teste com resultado positivo foi de um idoso de 60 anos, morador de João Pessoa, com histórico de viagem para a Europa. A segunda pessoa a ter a Covid-19 confirmada foi um morador de Igaracy, também de 60 anos, que voltou recentemente de uma viagem a São Paulo. Quatro mortes suspeitas são investigadas.

A SES divulgou apenas informação sobre o terceiro caso confirmado e não atualizou dados referentes aos comunicados na noite dessa segunda (23). A Pasta disse na manhã desta terça-feira (24) que 61 casos foram descartados e não atualizou o número de suspeitos. A assessoria de comunicação justificou que não foi possível ter acesso aos dados porque o sistema do Ministério da Saúde saiu do ar.

Conforme a SES, até a manhã desta terça (24), subiu para 25 o número de internações hospitalares por suspeita de Covid-19. Segundo divulgado pela SES na noite dessa segunda-feira (23), 11 pessoas estão em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 15 em leitos regulares. Até a tarde dessa segunda, a Paraíba contabilizava 20 internações, sendo 6 em UTIs.

A atualização corresponde a um crescimento de 25% no número total e de 83% de casos mais graves. As internações acontecem em hospitais públicos e privados de João Pessoa, Campina Grande, Cajazeiras e Sousa.

Sintomas e cuidados
Só são recolhidos materiais para teste do coronavírus apenas casos graves (pessoas que apresentem falta de ar, dificuldade para respirar, dor no peito e febre que se prolongue por mais de 72 horas, mesmo com o uso de antitérmicos). Recém-nascidos, gestantes e puérperas (até 45 dias pós-parto), idosos e pessoas com doenças crônicas devem procurar assistência médica para devida orientação e serem priorizados.

Os casos leves, que podem chegar a até 80% dos registros, irão se comportar como um quadro gripal, com cuidados como isolamento domiciliar, boa hidratação e alimentação e medidas de etiqueta respiratória (proteger a boca com o antebraço ao tossir ou espirrar).

Estrutura de atendimento
O governador João Azevêdo (Cidadania) anunciou a implantação de mais 300 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para atender demandas de atendimento para o coronavírus, representando um investimento de R$ 30 milhões. De acordo com o gestor, a medida vai reforçar a rede hospitalar, que já reservou 270 leitos de enfermaria e 90 leitos de UTIs, anunciados em um plano de contingenciamento.

Segundo a Secretaria de Saúde, a Paraíba conta com 205 hospitais e mais de 8 mil leitos, sendo 132 hospitais públicos, destes 32 estaduais e mais de 6 mil leitos são públicos.

“Lembramos que pacientes com coronavírus precisam ser tratados em centros de referência, mas afirmamos que todas as unidades hospitalares estão preparadas para receber pacientes”, disse o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros.

O Governo do Estado disponibilizou um plantão telefônico, que funciona 24 horas, para a população tirar as dúvidas acerca das primeiras providências em casos de suspeita do coronavírus. Os números são: 99146-9790/99146-9250/99147-0810.

Calamidade pública
O governador decretou estado de calamidade pública na Paraíba devido à grave crise de saúde pública decorrente da pandemia do coronavírus e de suas repercussões nas finanças públicas do Estado. A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) e autoriza a adoção de medidas excepcionais para combater à disseminação da Covid-19 no território paraibano.

Estão impedidas atividades em academias, ginásios, centros esportivos púbicos e privados; shoppings, galerias comerciais, bares, restaurantes, casas de festas, casas noturnas, boates e estabelecimentos similares; cinemas, teatros, circos, parques de diversão e estabelecimentos congêneres, públicos e privados; e embarcações turísticas, de esporte e lazer, em todo o litoral paraibano. A recomendação das autoridades é permanecer em casa.

Em João Pessoa, o serviço de ônibus está suspenso, funcionando apenas para o deslocamento de profissionais da saúde, com horários específicos. Em Campina Grande, o sistema de transporte opera com 32% da frota.

Casos de coronavírus no Brasil
Segundo o Ministério da Saúde, subiu para 1.891 o número de casos confirmados de Covid-19 no Brasil, nessa segunda-feira (23). Até o momento, 34 mortes em decorrência do vírus estão confirmadas, sendo 30 em São Paulo e quatro no Rio de Janeiro. Todos os estados do país registram casos da doença.

Loading...