Portal G8
Jornalismo com ética e credibilidade

Três dos sete eleitos para comissão provisória do PSB assinam carta contra decisão do partido

A direção nacional do PSB parece que escolheu uma comissão provisória para a legenda na Paraíba sem combinar com os ‘eleitos’. Tanto é que três dos sete nomes que integram o colegiado estão subscrevendo uma carta enviado à executiva afirmando não aceitarem qualquer mudança no diretório estadual, que tinha Edvaldo Rosas como presidente, antes da dissolução.

Confira na íntegra a Carta de João Azevêdo para direção do PSB; “não aceita ser vice de Ricardo Coutinho”
O primeiro a assinar a carta é o governador João Azevêdo, escolhido para ser o vice-presidente da comissão. A Secretária Estadual de Mulheres do PSB na Paraíba,Valquíria Alencar de Sousa, escolhida como secretária especial também diz se recusar em aceitar as mudanças. Outro que assina o documento é Edvaldo Rosas, destituído do cargo de presidente, e também nomeado secretário especial.

Restam na lista, o senador Veneziano Vital do Rêgo; a prefeita de Conde, Márcia Lucena; o secretário executivo de Planejamento do Governo da Paraíba, Fábio Maia; e, claro, Ricardo Coutinho que assume o comando do colegiado.

A carta entregue ao PSB é assinada por outros 22 socialistas, entre eles, o presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino.

Com ClickPB