Portal G8
Jornalismo com ética e credibilidade

Vereador de Pernambuco morto na Paraíba veio resgatar irmão suspeito de matar soldado em assalto

A Polícia Civil de Pernambuco confirmou ao Portal ClickPB, na tarde desta terça-feira (02), que o vereador do município de Betânia (PE) Andson Berigue de Lima, conhecido como Nanaca, morto juntamente com mais sete suspeitos durante ação policial realizada em Barra de São Miguel, veio à Paraíba resgatar o irmão, possível participante no crime que resultou, ontem, na morte do soldado da PM de Pernambuco André José da Silva, durante assalto a um mercadinho, em Santa Cruz do Capibaribe.

Os suspeitos teriam fugido para o estado da Paraíba após o crime. Na madrugada de hoje, uma operação integrada envolvendo órgãos de segurança de Pernambuco e da Paraíba localizou o grupo. Oito pessoas foram mortas, sendo duas mulheres e seis homens, entre eles o vereador.

Ainda conforme a Polícia Civil de Pernambuco, foram apreendidos o dinheiro do roubo em Santa Cruz do Capibaribe, duas pistolas 380, dois revólveres 38 e uma espingarda calibre 12 de repetição – a mesma utilizada na ação do dia anterior.

A Polícia pernambucana informou que se trata de uma quadrilha interestadual especializada em assaltos a bancos. Segundo a polícia, o grupo reagiu a tiros e houve confronto. Nenhum policial morreu.

Os quatro suspeitos do assalto no dia anterior estavam escondidos no Sítio Boi Brabo, no limite entre os municípios de Riacho de Santo Antônio e Barra de São Miguel, na Paraíba.

“Nossa operação se iniciou desde a investida em Santa Cruz do Capibaribe. Os serviços de inteligência da PM monitoravam a quadrilha e, às 3h30 desta madrugada, o restante do grupo, quatro suspeitos em dois carros, chegou ao local para resgatar os demais. Foi quando se iniciou o confronto. Tentou-se a rendição, mas como já é uma prática desse tipo de criminosos, eles atentaram contra a vida dos policiais. Socorremos feridos para uma unidade de pronto atendimento, mas não resistiram. Eram bandidos extremamente perigosos e, pelas informações iniciais, envolvidos em diversos assaltos a bancos, como um em Belo Jardim e outro anterior em Santa Cruz do Capibaribe”, explica o tenente-coronel Lúcio Flávio de Campos, comandante do 24° Batalhão da PM.

A Polícia Civil da Paraíba havia marcado uma entrevista coletiva para esta tarde de terça-feira (02), na Central de Polícia Civil de Campina Grande, porém cancelou, justificando a necessidade de novas diligências.

Participaram dessa operação, pelo lado pernambucano, além do 24° BPM, o Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (Bepi), o Grupamento Tático Aéreo da SDS (GTA), a Delegacia de Santa Cruz do Capibaribe e o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Pela Paraíba, estiveram envolvidas as Polícias Militar e Civil daquele estado. Os materiais apreendidos serão encaminhados à 21ª Delegacia de Polícia de Homicídios, em Santa Cruz do Capibaribe, que dará andamento às investigações.

De acordo com a Polícia Civil de Pernambuco, “O enfrentamento às quadrilhas especializadas em investidas a instituições financeiras é prioridade da segurança pública de Pernambuco”. Com informações do Click PB.